O Bruto | Dilma Rousseff sanciona lei que permite venda e uso da “pílula do câncer da USP”

Dilma Rousseff sanciona lei que permite venda e uso da “pílula do câncer da USP”

14/04/2016
Foi publicada no Diário Oficial, desta quinta-feira (14), a decisão a presidente Dilma Rousseff sancionando a lei que permite a comercialização e uso da chamada “pílula do câncer da USP”. Ainda sem registro da Anvisa, apesar de estudos científicos não terem apontado nenhuma eficácia de sua substância, a presidente aprovou a fosfoetanolamina sintética, no tratamento da doença. O texto do projeto de lei permite que pacientes diagnosticados com câncer usem a substância por livre escolha, desde que assinem termo de consentimento e responsabilidade, antes de concluídas as pesquisas científicas para seu registro definitivo na Anvisa.
Apesar de fazer a ressalva de que a produção da substância só pode ser feita por “agentes regularmente autorizados e licenciados pela autoridade sanitária competente”, o texto não estabelece de forma detalhada como e quando se dará essa produção, nem esclarece como será feita sua distribuição. O texto, redigido por deputados, também não deixa claro onde essa substância será vendida, nem quais serão seus custos.

Notícias Relacionadas

auxilio

Na Bahia, João Roma promete Auxílio Brasil permanente

politica

Após aprovação do relatório final da CPI, Trump divulga mensagem a Bolsonaro

bahia

Governo prorroga decreto que libera eventos com até 500 pessoas na Bahia

entretenimento

Ivete Sangalo recebe convidados baianos no Música Boa Ao Vivo de amanhã (31)

SIGA:
© 2017 Todos os Direitos Reservados à O BRUTO