O Bruto | Ex-vice da Caixa afirma que Cunha recebeu R$ 52 mi em propina

Ex-vice da Caixa afirma que Cunha recebeu R$ 52 mi em propina

29/04/2016
O ex-vice presidente da Caixa Econômica Federal, Fábio Cleto, confirmou a existência de pagamentos de propina na ordem de R$52 milhões ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A “bagatela” foi em troca da liberação de verbas do fundo de investimentos do FGTS, de acordo com informações publicadas pela Folha. Indicado ao cargo justamente por Cunha, Cleto passou a negociar uma delação com a PGR (Procuradoria-Geral da República) depois de ter sido alvo de uma operação de busca e apreensão da Polícia Federal, em dezembro, cinco dias depois de ter sido exonerado do cargo.
Caso confirmada sua colaboração, será o sétimo investigado da Operação Lava Jato que acusa Cunha de envolvimento com corrupção. Segundo o jornal apurou com investigadores que Cunha é o principal alvo dos relatos de Cleto, mas também há citações a outros políticos. As declarações foram dadas em uma fase preliminar da delação. O acordo com a PGR está em fase adiantada de negociações, mas só depois que for assinada com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a colaboração será encaminhada ao Supremo para homologação. Nesses relatos preliminares da colaboração, o ex-vice da Caixa confirmou que houve os pagamentos de propina a Cunha relatados pelos delatores da Carioca Engenharia, Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Júnior.

Notícias Relacionadas

TREMENDAL

Homem é preso na Bahia por esquartejar esposa no Natal

auxilio

Na Bahia, João Roma promete Auxílio Brasil permanente

politica

Após aprovação do relatório final da CPI, Trump divulga mensagem a Bolsonaro

bahia

Governo prorroga decreto que libera eventos com até 500 pessoas na Bahia

SIGA:
© 2017 Todos os Direitos Reservados à O BRUTO