O Bruto | O futuro vai ser esse, diz Guerreiro sobre eventos drive-in e em formato virtual

O futuro vai ser esse, diz Guerreiro sobre eventos drive-in e em formato virtual

07/10/2020 Por: Redação

O presidente da Fundação Gregório de Mattos, Fernando Guerreiro, vê como uma realidade inescapável o “novo normal” das apresentações artísticas em formatos virtual e drive-in, modelos impostos pela pandemia de Covid-19. Para Guerreiro, apesar das adversidades financeiras, a atual crise sanitária veio para ressignificar o segmento cultural.

“Acho que nós estamos caminhando pra isso. Vai ser difícil hoje você fazer alguma coisa que não tenha o virtual também. Eu acredito que o futuro vai ser esse. Os espetáculos vão ter plateia, mas também vão poder ser vistos de casa no mundo inteiro. O publico aumentou muito, e eu acho que essa e uma grande invenção. E eu tenho outra teoria: quando as vacina chegar, as plateias vão entupir, vamos ter um grande boom”, projetou.

A declaração foi dada na manhã desta quarta-feira (7), durante entrega da nova Biblioteca Denise Tavares, no bairro do Curuzu.

“O artista é, acima de tudo, um criador. Claro que ele precisa de apoio, e estamos aí com a Lei Aldir Blanc. Mas, ao mesmo tempo, ele tem que usar a criatividade e já está usando”, emendou Guerreiro.

Segundo o titular da FGM, que tem carreira ator e diretor teatral, a cultura tem sido a principal válvula de escape para manter a sanidade das pessoas.

“O que está segurando as pessoas em casa, equilibradas, é a cultura”, avalia.

Notícias Relacionadas

eleições 2020

Bruno Reis lidera com mais que o dobro de votos de Isidório

Salvador-Mar Grande

Após quase uma semana, travessia volta a operar sem restrições

Polícia

São Gonçalo dos Campos: mais de 60 pés de maconha são achados em quintal de casa

Saúde

Dia D de vacinação registra mais de 17 mil pessoas imunizadas em Salvador

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SIGA:
© 2017 Todos os Direitos Reservados à O BRUTO