O Bruto | Petrobrás avalia nova alta nos preços dos combustíveis

Petrobrás avalia nova alta nos preços dos combustíveis

27/09/2021

O presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, afirmou nesta segunda-feira, 27, que a política de preços dos combustíveis da estatal não será alterada. Entretanto, ele afirmou que os preços estão defasados em alguns derivados e avalia possível ajuste.

Em coletiva de imprensa, Silva e Luna afirmou que não há nenhuma mudança na política de preço da Petrobras. “Continuamos trabalhando da forma como sempre trabalhamos”, disse.

Sobre o preço dos combustíveis, ele afirmou que a Petrobras trabalha a todo momento avaliando o comportamento do mercado. “A maneira como a Petrobras acompanha o preço internacional, as mudanças em relação ao câmbio, uma análise permanente para ver se essas mudanças são estruturais ou conjunturais”, disse.

Já o diretor de Comercialização e Logística, Claudio Mastella afirmou que os preços estão defasados em alguns derivados e a companhia avalia possíveis alterações.

“Temos que separar o movimento de flutuação do mercado, pois há diversos mercados que estão interagindo o tempo todo, em função de expectativas, isso é natural. E nós, por escolha, temos evitado passar para o mercado interno essa flutuação”.

Mastella afirmou que o mercado internacional aumentou a procura por combustíveis, mas a oferta está reduzida e, sendo assim, a estatal tenta tomar cuidado para não repassar essa volatilidade para o mercado interno.

“Claro que nos últimos meses tiveram volatilidade no mercado internacional, e mais recentemente algumas mudanças significativas tanto por aumento na demanda, como na redução de oferta, principalmente nos Estados Unidos. Temos a perspectiva para o aumento na demanda e, em função disso estamos olhando com mais cuidado para a possibilidade de reajuste, sim”, afirmou.

Notícias Relacionadas

covid-19

Fiocruz negocia entrega de 180 milhões de doses de vacinas para 2022

politica

Querem me tornar inelegível por fake news diz Bolsonaro

coronavirus

Brasil ultrapassa 600 mil mortes por COVID-19

disparada

Dólar opera em alta, negociado acima de R$ 5,50

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SIGA:
© 2017 Todos os Direitos Reservados à O BRUTO