O Bruto | Prefeitura de Salvador rebate denúncia de “crime ambiental”

Prefeitura de Salvador rebate denúncia de “crime ambiental”

03/03/2017

Em resposta à denuncia (veja aqui) de moradores do bairro da Barra, com relação à espuma lançada ao mar durante o carnaval e na tarde desta sexta (3) para limpeza das ruas, a prefeitura de Salvador respondeu, em nota, que o material utilizado é biodegradável. O laudo encaminhado pelo órgão atesta que o material utilizado na limpeza apresenta um grau de biodegrabilidade de 97,6%. A avaliação foi feita num quantitativo de 600 ml do produto, segundo o próprio relatório.

No entanto, o mesmo laudo também afirma que, a biodegradação do material começa efetivamente após o prazo de 10 dias. O laudo foi emitido pela empresa paulista chamada Ecolyzer, e está datado de 18 de dezembro de 2015. O solicitante foi a empresa G Limp IND.e Com de Desengraxante Ltda, sediada em Sao Sebastião do Passé.

Notícias Relacionadas

auxilio

Na Bahia, João Roma promete Auxílio Brasil permanente

politica

Após aprovação do relatório final da CPI, Trump divulga mensagem a Bolsonaro

bahia

Governo prorroga decreto que libera eventos com até 500 pessoas na Bahia

entretenimento

Ivete Sangalo recebe convidados baianos no Música Boa Ao Vivo de amanhã (31)

SIGA:
© 2017 Todos os Direitos Reservados à O BRUTO