O Bruto | “Fechando escola, abre brecha para abrir presídio”, diz Suíca (PT) sobre Colégio Landulfo Alves

“Fechando escola, abre brecha para abrir presídio”, diz Suíca (PT) sobre Colégio Landulfo Alves

27/01/2016

Professores e pais de alunos do Colégio estadual Landulfo Alves, localizado na Calçada, Avenida Oscar Pontes, protestaram na frente da instituição, nesta quarta-feira. Eles se recusam a aceitar o fechamento da instituição pública. Docentes afirmam que o colégio será extinto em 2017 e a matricula deste ano para os alunos de 1º ano foi suspensa. Em entrevista a Rádio Vida FM, nesta quarta-feira (27), o vereador do Partido dos Trabalhadores, Suíca, falou que é totalmente contra a medida do governo. Embora seja da base do governo, o edil alega que vai lutar contra o fechamento da unidade.

“Sou contra a essa medida do governo. Quando se fecha escola, abre a brecha para abrir presídio. São mais mortes de jovens negros que sem educação migram para criminalidade. O secretário Barreto e o governador precisam se posicionar contra o fechamento da unidade”, afirmou ele. O governo não assume que haverá o fechamento, no entanto em  uma carta pública, o secretário de Educação, Osvaldo Barreto, informou que a unidade escolar será a nova sede na Uneb (Universidade Estadual da Bahia). Membros da APLB participam do protesto.

Notícias Relacionadas

salvador

Carga de frangos é roubado na Feira de São Joaquim

TREMENDAL

Homem é preso na Bahia por esquartejar esposa no Natal

auxilio

Na Bahia, João Roma promete Auxílio Brasil permanente

politica

Após aprovação do relatório final da CPI, Trump divulga mensagem a Bolsonaro

SIGA:
© 2017 Todos os Direitos Reservados à O BRUTO