O Bruto | Sob protestos e após 8h de sessão, Câmara aprova projeto que prevê terceirização do trabalho

Sob protestos e após 8h de sessão, Câmara aprova projeto que prevê terceirização do trabalho

23/03/2017

Depois de protestos e 8h de debates e discussões,  a Câmara aprovou na noite desta quarta-feira (22) o projeto que permite a terceirização para todas as atividades de uma empresa, inclusive a principal delas, a atividade-fim. Votaram a favor da proposta 231 deputados, enquanto 188 votaram não. Ainda houve oito abstenções. A oposição do governo obstruiu o debate e conseguiu atrasar o andamento da sessão, que durou cerca de oito horas. Ao longo da noite ainda vai acontecer a votação de emendas que podem alterar o texto do projeto. Em 2015, a Câmara aprovou uma matéria similar. No entanto, ela tramitou lentamente no Senado e não foi votada. Com isso, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), recorreu a uma manobra e resgatou um projeto de 1998. A proposta apresentada pelo governo de Fernando Henrique Cardoso teve aprovação do Senado em 2002, por isso não precisa ter o aval dos atuais senadores e segue direto para sanção do presidente Michel Temer.

Notícias Relacionadas

auxilio

Na Bahia, João Roma promete Auxílio Brasil permanente

politica

Após aprovação do relatório final da CPI, Trump divulga mensagem a Bolsonaro

bahia

Governo prorroga decreto que libera eventos com até 500 pessoas na Bahia

entretenimento

Ivete Sangalo recebe convidados baianos no Música Boa Ao Vivo de amanhã (31)

SIGA:
© 2017 Todos os Direitos Reservados à O BRUTO