O Bruto | Sucom demole estrutura danificada de prédio em Patamares

Sucom demole estrutura danificada de prédio em Patamares

26/01/2016

Técnicos da Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom) demoliram, na manhã desta terça-feira (26), parte da estrutura de um prédio irregular na rua Ibicuíba, em Patamares. Todo o material de construção que estava dentro da obra, já interditada pela secretaria, também foi apreendido por agentes do Setor de Apreensão e Demolição (SAD) do órgão.

A estrutura que sustenta a caixa d’água do empreendimento desabou parcialmente na segunda-feira (25) e atingiu duas casas vizinhas. Em função do risco de queda de outras partes da construção, os técnicos demoliram as estruturas comprometidas. A Codesal também foi acionada para avaliar a estrutura do prédio. A Sucom já solicitou da Coelba e Embasa os cortes dos fornecimentos de energia elétrica e da água do empreendimento.

De acordo com o secretário da Sucom, Silvio Pinheiro, foram tomadas todas as medidas para solucionar o problema. “Todas as ações administrativas cabíveis à Sucom, como aplicações de multas, embargos, interdições e apreensões, já foram adotadas. Apesar disso, estamos buscando junto aos demais órgãos da prefeitura uma solução para a situação”, afirmou.

Histórico – Em maio de 2015, a construção já havia sido embargada e interdita pela Sucom por estar em desacordo com o projeto apresentado, que previa a construção de seis andares. No entanto, ao longo da execução, outros 11 andares foram erguidos, sem autorização do órgão. A interdição foi aplicada, na época, por desobediência ao embargo.

Já em agosto de 2015, por conta da entrada de moradores em alguns dos apartamentos, o órgão autuou por violação da interdição, e embargou novamente o empreendimento. Na oportunidade, os agentes apreenderam também todo material de construção que estava no local.

Legislação – As sanções foram aplicadas com base no Código de Obras do Município (Lei 3.903/88), que prevê que, toda e qualquer obra, particular ou pública, somente pode ser iniciada após licença ou autorização da prefeitura, que expedirá alvará, de acordo com a legislação

A lei também prevê que obras iniciadas sem a devida licença, em áreas de domínio público ou que ofereçam iminente risco de desabamento, poderão ser demolidas pela prefeitura.

Notícias Relacionadas

auxilio

Na Bahia, João Roma promete Auxílio Brasil permanente

politica

Após aprovação do relatório final da CPI, Trump divulga mensagem a Bolsonaro

bahia

Governo prorroga decreto que libera eventos com até 500 pessoas na Bahia

entretenimento

Ivete Sangalo recebe convidados baianos no Música Boa Ao Vivo de amanhã (31)

SIGA:
© 2017 Todos os Direitos Reservados à O BRUTO