O Bruto | “O metrô era de graça, agora custa R$3,30. Não aceito explicação mágica para uma coisa que está na cara”, rebate vereador Léo sobre culpa da Prefeitura em queda de usuários no metrô

“O metrô era de graça, agora custa R$3,30. Não aceito explicação mágica para uma coisa que está na cara”, rebate vereador Léo sobre culpa da Prefeitura em queda de usuários no metrô

12/01/2016

A acusação do presidente da CCR Metrô Bahia, Luis Valença, de que a queda de usuários no sistema do metrô é por conta da integração de ônibus, que inicialmente só conta com 10 linhas, foi rebatida pelo vereador do partido Democratas, Léo Prates. Em entrevista a Rádio Vida FM, nesta terça-feira (12), o edil diz que a justificativa é descabida e atribui a redução a cobrança do sistema, que desde o início do ano passou a ser de R$3,30. “O metrô era de graça, agora custa R$3,30. Não aceito explicação mágica para uma coisa que está na cara”, rebateu.

Ele mencionou que a crise econômica também é um agravante. “Uma crise econômica gigantesca. Só o presidente da CCR com sua genialidade para me trazer uma justificativa como essa. Custava 0 reais ano passado, agora custa R$3,30. Tira uma explicação que não tem sentido. Tem um trecho curto que ainda não atende a população. Então as linhas de ônibus vão deixar de atender a população para atender o metrô. Isso não existe”, disse o vereador.

Notícias Relacionadas

salvador

Carga de frangos é roubado na Feira de São Joaquim

TREMENDAL

Homem é preso na Bahia por esquartejar esposa no Natal

auxilio

Na Bahia, João Roma promete Auxílio Brasil permanente

politica

Após aprovação do relatório final da CPI, Trump divulga mensagem a Bolsonaro

SIGA:
© 2017 Todos os Direitos Reservados à O BRUTO